29/09 – DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO

My-Heart-ipad-4-wallpaper-ilikewallpaper_com_1024

As doenças cardiovasculares são uma das maiores causas de morte no mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 17,1 milhões de pessoas são acometidas por este mal. Só no Brasil morrem, anualmente, mais de 300 mil pessoas, de acordo com pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Por ser a mais prevalente, a hipertensão arterial é o principal vilão, responsável direto por milhares de mortes atribuídas às doenças cardíacas. Quando não controlada, isto é, quando acima de 140 / 90 mmHg, a pressão arterial causa lesões na aorta, o vaso principal que conecta o coração com os principais órgãos, que produzem uma sobrecarga extra para o coração, que fica com o músculo mais rígido e com o tempo aumenta de tamanho e dilata, isto é, fica inchado. Em consequência, o paciente tem insuficiência cardíaca, apresentando sintomas como falta de ar para fazer esforços e inchaço nas pernas.

A pressão muito alta também dificulta a circulação de sangue pelas artérias coronárias, que são as artérias que nutrem o coração, podendo levar ao infarto. Assim, uma das melhores maneiras de prevenir doenças cardíacas, além de diminuir o peso e parar de fumar, é controlar muito bem a pressão arterial. Para conseguir este controle é preciso fazer uma dieta com pouco sal, praticar exercícios físicos controlados, e principalmente tomar corretamente a medicação para diminuir a pressão arterial conforme o médico prescrever.

O Dia Mundial do Coração 2014, a Federação Mundial do Coração alerta:

“Frequentemente, a sociedade “culpa” o indivíduo por ter doenças cardiovasculares, – você fuma, come e bebe demasiado, não faz exercício! Mas os ambientes onde nós vivemos, trabalhamos e brincamos podem ter um enorme peso na nossa capacidade de tomar as melhores decisões para a saúde do nosso coração – especialmente em ambientes cada vez mais urbanos, que têm mudado os nossos estilos de vida e dietas”.

“Todas as pessoas têm o direito a fazer escolhas saudáveis para o seu coração, independentemente do local onde vivem, trabalham e brincam. Mas todos necessitamos de agir de forma a que tal seja um realidade nas nossas casas, nas nossas comunidades”.

Fatores de Risco

Colesterol alto – É assintomático e detectado somente através de exames de sangue. O excesso de colesterol é perigoso, porque ele é depositado na parede das artérias, provocando a formação de placas gordurosas. Com o tempo, essas placas obstruem os vasos sanguíneos e impedem a circulação do sangue. Pode acarretar várias doenças, infarto, derrame e problemas de circulação.

Tabagismo – O cigarro contém cerca de quatro mil substâncias tóxicas para o organismo. Entre elas, estão o alcatrão e a nicotina, responsáveis pelo vício. O fumo provoca lesões na superfície dos vasos sanguíneos, favorecendo a entrada e o acúmulo do colesterol nas artérias coronárias. Está relacionado ao surgimento e/ou complicação de todas as doenças cardiovasculares. Pode ainda provocar diversos tipos de câncer.

Pressão alta – Também chamada de hipertensão arterial. É um dos grandes vilões das doenças cardiovasculares, chamada de “assassino silencioso”, porque raramente provoca sintomas. A hipertensão caracteriza-se pelo bombeamento de sangue a uma pressão superior àquela encontrada na maioria das pessoas, de até 140/90 mmHg (milímetros de mercúrio, unidade usada para medir a pressão). Pessoas com pressão arterial acima de 140/90 mmHg correm mais risco de ter problemas no coração, cérebro e nos rins. A ação da pressão alta nos vasos sanguíneos é semelhante a do cigarro, isto é, provoca lesões e favorece o acúmulo de colesterol. A hipertensão afeta cerca de 20% da população brasileira e seus efeitos tendem a ser mais sérios em pessoas da raça negra.

Obesidade e sedentarismo – Pessoas com excesso de peso tendem a ter altas taxas de colesterol no sangue e predisposição a diabetes. Da mesma forma, quem não faz nenhuma atividade física corre mais risco de enfrentar problemas de pressão e colesterol altos. Além disso, os exercícios melhoram o condicionamento físico, a resistência, o humor e a qualidade de vida em geral.

História familiar – O aparecimento de doenças cardiovasculares tem um componente genético. Quem possui parentes de 1º grau (pais e/ou irmãos) que desenvolveram o problema antes dos 50 anos (no caso dos homens) e antes dos 60 anos (no caso das mulheres) tem mais chances de também sofrer do coração. “Os hormônios estrógeno e progesterona são uma proteção natural para o sistema cardiovascular feminino. Por isso, essas doenças tendem a se manifestar mais tarde nas mulheres”.

Sintomas

Cansaço aumentado, falta de ar, respiração curta, palpitações incômodas, dores no peito, dores nas pernas ao andar, inchaço no rosto e nas pernas, machucados que demoram a cicatrizar. Ao notar o aparecimento de algum desses sintomas, o melhor é procurar auxílio médico. Em alguns casos, as doenças cardiovasculares não apresentam sintomas. Por isso, é importante prevenir-se, visitando o médico regularmente.

A melhor maneira de prevenir ou adiar ao máximo problemas cardiovasculares é levar uma vida saudável que inclui boa alimentação, prática de exercícios físicos, visitas regulares ao cardiologista, entre outras coisas.

• Tenha uma alimentação saudável, abuse de frutas, legumes e vegetais.

• Pratique ao menos 30 minutos de atividade física ao dia, todos os dias da semana. Isso fará seu coração feliz e saudável.

• Fique longe do cigarro. O risco para doenças cardíacas diminui pela metade em um ano.

• Mantenha seu peso saudável: a obesidade é fator de risco para derrame cerebral e infarto do miocárdio, além de colaborar para o aumento da pressão arterial.

• Consulte um cardiologista e faça exames regularmente. Isso vai ajudar no desenvolvimento de um plano para melhorar sua saúde cardíaca.

• Cuidado com a ingestão de álcool. O excesso pode causar aumento de peso e da pressão arterial.

Reserve um tempo para experimentar pequenos prazeres. Programe passeios e atividades de acordo com o seu gosto.

Fonte: EINSTEIN, SBH, BOA SAÚDE e JUST NEWS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *