Doação de Sangue

Para entendermos o que é doação de sangue, precisamos saber o que é o sangue. O sangue é um tecido vivo que circula pelo nosso corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os nossos órgãos. Ele é composto de por células sanguíneas, comumente conhecidas como glóbulos vermelhos (hemácias), glóbulos brancos (leucócitos ou células de defesa) e plaquetas (responsáveis pela nossa coagulação sanguínea).

Todos esses componentes são coletados durante a doação de sangue, que é um processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue para uso subsequente. Em cada doação, são coletados aproximadamente 450 ml.

É importante saber que existem critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

Requisitos

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas últimas 4 horas que antecedem a doação);
  • Pesar no mínimo 50 Kg;
  • Documento original oficial (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos levar documento original oficial com foto atualizada e com filiação – RG ou carteira de trabalho; cópia do documento de identidade dos pais ou responsável legal – RG ou carteira de trabalho);

Impedimentos temporários

  • Febre;
  • Gripe ou resfriado (aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas);
  • Gravidez;
  • Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 2 meses);
  • 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana;
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Tatuagem/maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;
  • Vacina contra gripe: aguardar 48 horas
  • Pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses);
  • Qualquer exame endoscópico (endoscopia, colonoscopia), se com biópsia, é necessário a avaliação do resultado por 6 meses a 1 ano);
  • Hepatite medicamentosa: após a cura aguardar 6 meses;
  • Uso de Atenolol ou outro medicamento betabloqueador: suspender o uso, sob orientação médica, por 48 horas.

Impedimentos definitivos

  • Hepatite após os 11 anos de idade;
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis;
  • Malária.

Intervalos para doação

  • Homens: 60 dias (até 4 doações por ano);
  • Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano).

Cuidados pós-doação

  • Após a doação, permaneça sentado, pelo menos por 15 minutos;
  • Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas;
  • Aumentar a ingestão de líquidos nas primeiras 24 horas após a doação;
  • Não fumar por cerca de 2 horas;
  • Evitar bebidas alcóolicas por 12 horas;
  • Manter o curativo no local da punção por pelo menos de quatro horas;
  • Não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *