Luta Contra a AIDS

No dia 01 de dezembro, é salientada a Luta contra a AIDS, uma das doenças que mais matou nos anos 90, mas que ate hoje ainda é uma doença existem, e de um médio índice.
O HIV é o vírus da imunodeficiência humana, causador da AIDS, ataca o sistema imunológico responsável de defender o organismo de doenças. Ter HIV não é a mesma coisa de ter a AIDS. Há muitos soros positivos que vivem anos sem apresentar sintomas ou desenvolver a doença, mas podem transmitir o vírus a outros. É importante que pessoas que tiveram relação sexual desprotegida, façam o teste após 30 dias da relação sexual, sem realizar o teste antes desse tempo, pode dar um falso negativo, tendo que repetir o teste.

• Relações sexuais desprotegidas;
• Seringas contaminadas compartilhadas;
• De mãe para filho (na gestação, parto e na amamentação);

Novembro Azul

O Câncer de Próstata é uma doença silenciosa, que não costuma apresentar sintomas. A detecção precoce pode aumentar em 90% as chances de cura. No entanto, 87% dos homens afirmam que o preconceito atrapalha na prevenção. Diante deste cenário, a informação e conscientização são poderosas aliadas para mudarmos este quadro.

Ainda nos dias de hoje há muito preconceito no que se diz respeito ao exame periódico para a prevenção da patologia, visto que a realização do mesmo consiste em um toque retal realizado pelo Urologista.

Há ainda o exame de sangue chamado PSA (Antígeno Prostático Específico), este exame mensura os níveis de uma substância produzida pela glândula prostática, quando há a elevação dos níveis dessa substância, há o aumento da chance do surgimento de Neoplasia prostática. Embora exista a possibilidade de realização do exame de sangue, o toque retal ainda é o método de diagnóstico precoce mais eficaz, visto que os níveis de PSA podem variar por outros fatores como:

  • Aumento de tamanho da próstata – Hiperplasia prostática benigna ou um aumento não canceroso da próstata comum em homens idosos.
  • Idade – Os níveis de PSA normalmente aumentam lentamente à medida que o homem envelhece, sem sinal aparente de qualquer doença.
  • Prostatite – Infecção ou inflamação da próstata.
  • Ejaculação – Pode causar aumento do PSA por um tempo curto, que cai logo em seguida.
  • Andar de bicicleta – Alguns estudos sugerem que o ciclismo pode elevar os níveis do PSA.
  • Procedimentos urológicos – Alguns procedimentos urológicos realizados em consultório, que afetam a próstata, como biópsia ou cistoscopia, podem elevar os níveis de PSA por um curto período de tempo. Alguns estudos sugerem que o exame de toque retal pode elevar ligeiramente os níveis de PSA.
  • Medicamentos – Alguns hormônios masculinos, como a testosterona ou outros medicamentos que elevam os níveis de testosterona pode causar um aumento do PSA.

Deixe o preconceito de lado e realize um checkup periódico, pois o tratamento da patologia já instalada é muito mais incomodo do que a prevenção.

Câncer de Mama

O câncer de mama é muito falado e sempre direcionado as mulheres, entretanto também pode acometer os homens. O câncer se da pela multiplicação desordenada das células. Essa patologia afeta as mamas que são glândulas formadas por lobos. É o tumor maligno mais comum em mulheres e o que mais leva a morte.
Formas de prevenção e diagnostico: Auto exame, ultrassom da mama e mamografia.
Lembrando que o auto exame não substitui o exame de mamografia.

Sintomas:

  • Inchaço em parte do seio;
  • Irritação na pele;
  • Aparecimento de irregularidade (covinha ou franzido);
  • Dor no mamilo;
  • Inversão do mamilo (mamilo pra dentro);
  • Vermelhidão ou descamação do mamilo;
  • Saída de secreção;
  • Nódulo nas axilas;

Quando o câncer é diagnosticado, é preciso ver o estagio que ele se encontra, para pode saber o melhor tratamento. O tratamento pode ser constituído por: quimioterapia, radioterapia e cirurgia para retira parcial ou total da mama.

O câncer é dividido por de 0 a 4 estagio.
Estagio 0: As células ainda estão contidas, quase sempre curável.
Estagio 1: Tumor com menos de 2 cm.
Estagio 3: nódulo com mais de 5 cm que pode alcançar estruturas vizinhas.
Estagio 4: Tumores de qualquer tamanho com metástase.
O câncer quanto mais cedo for detectado, mais fácil é o tratamento e as chances para uma boa recuperação e talvez ate a cura. Qualquer sintoma procure um médico.

FIQUE ATENTO!

Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil

Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil, 23 de novembro, diferentemente do câncer em adultos, o câncer infantil geralmente afeta as células do sistema sanguíneo e os tecidos de sustentação do corpo, enquanto que o câncer em adultos afeta as células do epitélio, que recobre os diferentes órgãos (mama, pulmão, intestino, entre outros).

As neoplasias mais frequentes na infância são as leucemias (glóbulos brancos), tumores do sistema nervoso central e linfomas (sistema linfático). Também acometem crianças o neuroblastoma (tumor de células do sistema nervoso periférico, frequentemente de localização abdominal), tumor de Wilms (tumor renal), retinoblastoma (tumor da retina do olho), tumor germinativo (tumor das células que vão dar origem às gônadas), osteossarcoma (tumor ósseo) e sarcomas (tumores de partes moles).
Doenças malignas da infância, por serem predominantemente de natureza embrionária, são constituídas de células indiferenciadas, o que determina, em geral, uma melhor resposta aos métodos terapêuticos atuais. De acordo com o INCA- Instituto Nacional do Câncer – estima-se que em torno de 70% das crianças acometidas de câncer podem ser curadas, se diagnosticadas precocemente e tratadas em centros especializados.

Alguns dos principais sinais e sintomas:
• Febre prolongada de causa não identificada.
• Ínguas de crescimento progressivo.
• Vômitos acompanhados de dor de cabeça.
• Crescimento do olho podendo haver mancha roxa no local.
• Surgimento de dor ou caroço nas pernas.
• Diminuição da visão ou perda de equilíbrio.
• Dores nos ossos e nas juntas, com ou sem inchaços.
• Caroço em qualquer parte do corpo principalmente na barriga.
• Reflexo esbranquiçado no olho quando há incidência de luz.
• Manchas roxas ou sangramento pelo corpo sem machucado.
• Palidez.
• Perda de peso.

Alguns sinais e sintomas não são aparentes e outros sim. Por esse motivo, é de fundamental importância que os familiares fiquem atentos a qualquer sinal ou sintoma diferente que o seu filho possa apresentar. Caso haja qualquer alteração, consulte o médico pediatra do seu filho (até 12 anos) ou médico clínico geral (a partir dos 13 anos) e realize o acompanhamento lembrando que o diagnóstico precoce do câncer é determinante para o sucesso do tratamento e a cura da doença.

Fonte: Oncoguia.org.br

Diabetes

O dia 14 de novembro esta marcado para alertar a população sobre a causa e o que é a diabetes. Existem pessoas portadoras que não sabem, não fazem o tratamento e desconhecem o auto risco a sua saúde e muitas que não tem acesso a tratamento com qualidade em hospitais ou postos de saúde.

Existem dois tipos de diabetes, a tipo 1 e a tipo 2. Na diabetes tipo 1, o pâncreas (onde é sintetizada a insulina), o individuo deixa de produzir esse hormônio (insulina), aumentando os níveis de açúcar no sangue, essa doença geralmente acomete criança e se manifesta quando 90% da função do pâncreas esta comprometida, veja alguns sinais e sintomas:

  • Poliúria (aumento na frequência de urinar);
  • Polidipsia (aumento da sede);
  • Emagrecimento;
  • Polifagia (aumento do apetite);

Ate o momento, não existe terapia comprovada que previna ou cure a Diabetes tipo 1.

A Diabetes tipo 2, é o tipo mais comum de Diabetes, representa 90% dos casos, normalmente acomete adultos acima dos 40 anos. Nesse tipo de Diabetes há união de dois fatores, para que ela ocorra: resistência de insulina + diminuição da produção de insulina. A obesidade e sedentarismo também contribuem para adquirir a Diabetes tipo 2. Os sintomas nesses pacientes são mais discretos, mas também pode haver:

  • Poliúria (aumento na frequência de urinar);
  • Polidipsia (aumento da sede);
  • Nocturia (urinar com mais frequência à noite).

Prevenção e Tratamento: Alimentação balanceada, exercícios físicos moderados, manter um peso corporal saudável. Caso o médico responsável ache necessário, entrara com o tratamento medicamentoso.

Essa doença pode trazer danos graves, e quando é diagnosticado normalmente o paciente já tem complicações da doença. A Diabetes debilita e pode matar, é uma doença de grande ameaça mundial e sobrecarrega o sistema de saúde. Pessoas que tem essa doença sofrem de serias condições como: doença cardíaca, amputação dos membros inferiores, retinopatia diabética (perda da visão) e insuficiência renal.