Glúten

 

Fala-se muito sobre conter ou não glúten nos alimentos, ingerir ou não ingerir glúten? Mas o que é glúten? O que ele causa de mal na vida das pessoas?

Glúten é um conjunto de duas proteínas (gliadina e glutenina) encontradas na farinha de trigo, na cevada, na aveia, no centeio, e servem para dar “liga” aos seus derivados, por exemplo: massas, pizzas, bolos, pães biscoitos, cervejas, uísque, vodka e alguns doces.

Infelizmente algumas pessoas são intolerantes a essas proteínas e acabam desenvolvendo a Doença Celíaca.

A Doença Celíaca pode ser diagnosticada por meio de exames de sangue solicitado pelo médico. Normalmente se manifesta em crianças após um ano de idade, quando começam a ingerir alguns alimentos que contenham glúten ou seus derivados. Ou pode se manifestar na fase adulta, em homens ou mulheres.

O diagnóstico nem sempre é imediato, pois os sintomas podem ser associados ou confundidos aos sintomas de outras doenças.

Conheçam alguns sintomas da Doença Celíaca!

Diarréia com perda de gordura nas fezes; Perda de peso; Inchaço nas pernas; Anemias; Alterações na pele, Unhas fracas; Quedas de pelos; Diminuição da fertilidade; Alterações no ciclo menstrual; Sinais de desnutrição.

Mas por que isso acontece?

Tudo isso ocorre porque a intolerância ao glúten causa irritação/atrofia na mucosa intestinal e os nutrientes, sais minerais e água dos alimentos não são absorvidos adequadamente.

A única forma de tratamento é retirar o glúten do consumo diário das pessoas que são intolerantes ao glúten, após o diagnóstico médico.

O que é importante saber!

Em 2003 foi instituída a lei federal n° 10.674, 16/05/2003, onde diz que é obrigatório que todos os alimentos industrializados informem em seus rótulos a presença ou não de glúten para resguardar o direito à saúde dos portadores de Doença Celíaca.

Dica!

Farinhas que não contém glúten:

Amido de milho, farinha de arroz branco ou integral, farinha de amaranto, farinha de quinoa, farinha de amêndoas, farinha de araruta, farinha de banana verde, farinha de grão de bico, farinha de milho amarela ou branca, polvilho azedo, polvilho doce ou fécula de mandioca, farinha de tapioca, farinha de coco,

OBS: a farinha de arroz branco é que mais bem substitui a farinha de trigo nas receitas caseiras!

 

Evite fazer restrições alimentares sem a indicação de um profissional de saúde!

Fonte: www.bvsms.saude.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *