17 de outubro – DIA MUNDIAL DA VACINAÇÃO.

Quando ouvimos falar em campanha de vacinação ou imunização, logo pensamos que temos que levar ou avisar quem tem criança no posto de vacinação.

O adolescente, o adulto jovem, a gestante, o profissional de saúde, o professor e o idoso também precisam e devem ser vacinados!

Vacinar, é prevenir! É cuidar da saúde e qualidade de vida principalmente!

O beneficiado com a vacinação não é somente a pessoa que foi vacinada e sim, toda a população de uma comunidade, pois quanto mais pessoas são vacinadas, menos chances tem o restante da população vacinada ou não, ser contaminada.

É este tipo de conscientização que o dia Mundial da Vacinação tenta nos trazer anualmente.

A vacinação regular desde o nascimento até a idade adulta idosa, faz com que passamos o decorrer da vida com saúde e qualidade de vida! Além de proporcionar o mesmo para o próximo!

É importante sabermos que:

No Brasil existe o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. Em 40 anos de existência, o PNI se destacou por ser um dos melhores programas de imunização do mundo e vem atuando na ampliação da prevenção, no combate ao controle e erradicação de doenças, além de disponibilizar diversas vacinas à população. São oferecidos gratuitamente 42 tipos de imunobiológicos utilizados na prevenção e/ou tratamento de doenças, incluindo 25 vacinas.

Atualmente, o Brasil é um dos países que oferece o maior número de vacinas à população, disponibilizando mais de 300 milhões de doses anuais de imunobiológicos, entre vacinas, soros e imunoglobulinas.

E por este motivo o Brasil alcançou a erradicação da poliomielite e da varíola, e a eliminação da circulação do vírus autóctone do sarampo, desde 2000, e da rubéola, desde 2009. Também foi registrada queda acentuada nos casos e incidências das doenças imunopreveníveis, como as meningites por meningococo, difteria, tétano neonatal, entre outras.

 

Se você é adulto ou idoso e não certeza já passou por todos os ciclos de vacinação, vá até o posto de saúde mais próximo de sua casa ou trabalho e se informe quais vacinas estão disponíveis.

Vocês, pais ou responsáveis por uma criança ou adolescente, leve-os a um posto de saúde mais próximo de sua casa e atualize as vacinas caso tenha pendência.

 

Seja consciente e responsável! Vacine-se!

Dia Mundial de Prevenção da Obesidade

Atualmente a OMS, indica a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. No Brasil, levantamentos apontam que 50% da população estão acima do peso, ou seja, na faixa de sobrepeso e obesidade. Entre as crianças, os dados chegam a 15%!

A obesidade é uma doença crônica, que altera metabolicamente as funções do organismo, trazendo risco para o desenvolvimento de outras doenças como por exemplo: Diabetes, Hipertensão Arterial e Dislipidemia.

Ao contrário do que pensam, as pessoas que estão com sobrepeso e obesidade, que geralmente procuram fórmulas mágicas para emagrecer, a obesidade deve ser tratada por toda a vida.

Para tratar a obesidade, se faz necessário mudanças no estilo de vida, principalmente no comportamento.

É preciso tempo, paciência e ser consciente!

A pessoa que quer emagrecer, não deve realizar restrição calórica severa, as famosas “dietas da moda” ou cortar grupos alimentares, mas sim, iniciar uma reeducação alimentar, para que ocorra uma perda de peso saudável, com preservação de massa muscular.

Para as crianças, é importante que os pais e familiares sejam exemplos, acompanhando a introdução alimentar balanceada desde os 6 meses de idade até a adolescência, para que se crie o hábito natural de alimentar de forma saudável e inteligente. Para isso é necessário que o adulto também adote a mesma postura.

Adquirir novos hábitos requer prática, dia após dia, e os resultados surgirão!

Realizar exercícios físicos regulares com supervisão de um profissional e se manter ativo durante todo o dia, é fundamental para gerar o aumento no gasto energético diário.

Uma boa noite de sono também tem impacto direto no controle hormonal do apetite, dormir em média de 7 a 8 horas por noite, contribuem para a perda e manutenção do peso saudável.

Fiquem atentos!

A Obesidade não é um estado atual, é uma doença, e precisa ser tratada!

Outubro Rosa.

outubro-rosa

Na década de 1990, nasceu o movimento conhecido como Outubro Rosa, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

O Grupo Géia apoia está causa.