17 de outubro – DIA MUNDIAL DA VACINAÇÃO.

Quando ouvimos falar em campanha de vacinação ou imunização, logo pensamos que temos que levar ou avisar quem tem criança no posto de vacinação.

O adolescente, o adulto jovem, a gestante, o profissional de saúde, o professor e o idoso também precisam e devem ser vacinados!

Vacinar, é prevenir! É cuidar da saúde e qualidade de vida principalmente!

O beneficiado com a vacinação não é somente a pessoa que foi vacinada e sim, toda a população de uma comunidade, pois quanto mais pessoas são vacinadas, menos chances tem o restante da população vacinada ou não, ser contaminada.

É este tipo de conscientização que o dia Mundial da Vacinação tenta nos trazer anualmente.

A vacinação regular desde o nascimento até a idade adulta idosa, faz com que passamos o decorrer da vida com saúde e qualidade de vida! Além de proporcionar o mesmo para o próximo!

É importante sabermos que:

No Brasil existe o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. Em 40 anos de existência, o PNI se destacou por ser um dos melhores programas de imunização do mundo e vem atuando na ampliação da prevenção, no combate ao controle e erradicação de doenças, além de disponibilizar diversas vacinas à população. São oferecidos gratuitamente 42 tipos de imunobiológicos utilizados na prevenção e/ou tratamento de doenças, incluindo 25 vacinas.

Atualmente, o Brasil é um dos países que oferece o maior número de vacinas à população, disponibilizando mais de 300 milhões de doses anuais de imunobiológicos, entre vacinas, soros e imunoglobulinas.

E por este motivo o Brasil alcançou a erradicação da poliomielite e da varíola, e a eliminação da circulação do vírus autóctone do sarampo, desde 2000, e da rubéola, desde 2009. Também foi registrada queda acentuada nos casos e incidências das doenças imunopreveníveis, como as meningites por meningococo, difteria, tétano neonatal, entre outras.

 

Se você é adulto ou idoso e não certeza já passou por todos os ciclos de vacinação, vá até o posto de saúde mais próximo de sua casa ou trabalho e se informe quais vacinas estão disponíveis.

Vocês, pais ou responsáveis por uma criança ou adolescente, leve-os a um posto de saúde mais próximo de sua casa e atualize as vacinas caso tenha pendência.

 

Seja consciente e responsável! Vacine-se!

Dia Mundial de Prevenção da Obesidade

Atualmente a OMS, indica a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. No Brasil, levantamentos apontam que 50% da população estão acima do peso, ou seja, na faixa de sobrepeso e obesidade. Entre as crianças, os dados chegam a 15%!

A obesidade é uma doença crônica, que altera metabolicamente as funções do organismo, trazendo risco para o desenvolvimento de outras doenças como por exemplo: Diabetes, Hipertensão Arterial e Dislipidemia.

Ao contrário do que pensam, as pessoas que estão com sobrepeso e obesidade, que geralmente procuram fórmulas mágicas para emagrecer, a obesidade deve ser tratada por toda a vida.

Para tratar a obesidade, se faz necessário mudanças no estilo de vida, principalmente no comportamento.

É preciso tempo, paciência e ser consciente!

A pessoa que quer emagrecer, não deve realizar restrição calórica severa, as famosas “dietas da moda” ou cortar grupos alimentares, mas sim, iniciar uma reeducação alimentar, para que ocorra uma perda de peso saudável, com preservação de massa muscular.

Para as crianças, é importante que os pais e familiares sejam exemplos, acompanhando a introdução alimentar balanceada desde os 6 meses de idade até a adolescência, para que se crie o hábito natural de alimentar de forma saudável e inteligente. Para isso é necessário que o adulto também adote a mesma postura.

Adquirir novos hábitos requer prática, dia após dia, e os resultados surgirão!

Realizar exercícios físicos regulares com supervisão de um profissional e se manter ativo durante todo o dia, é fundamental para gerar o aumento no gasto energético diário.

Uma boa noite de sono também tem impacto direto no controle hormonal do apetite, dormir em média de 7 a 8 horas por noite, contribuem para a perda e manutenção do peso saudável.

Fiquem atentos!

A Obesidade não é um estado atual, é uma doença, e precisa ser tratada!

Outubro Rosa.

outubro-rosa

Na década de 1990, nasceu o movimento conhecido como Outubro Rosa, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

O Grupo Géia apoia está causa. 

Dia mundial do coração

Sofrer por amor faz mal ao coração?

Síndrome do Coração Partido afeta quem vive longos períodos de tristeza ou depressão.

As dores do coração, podem sim fazer mal a saúde, afeta o sistema cardiovascular de pessoas que vivem longo período de tristeza, dor no peito, taquicardia, angustia, tem efeito também no bem-estar de forma geral, a medida que devido a tristeza ou depressão, a pessoa deixa de praticar exercícios, se alimenta mal, dorme pouco, como consequência, tem sua saúde comprometida.

De acordo com a cardiologista Ana Camarozano: “o fator emocional tem grande influência no funcionamento do coração. A especialista acredita que a ansiedade, a depressão e o estresse causados pelo fim de uma relação amorosa podem prejudicar a saúde cardíaca. “É possível que a Síndrome evolua para o surgimento de uma arritmia cardíaca e até cause o infarto, especialmente em pacientes que têm histórico na família ou tenham predisposição a problemas cardíacos”, alerta a médica.

Por outro lado, guardar emoções como ódio, rancor ou mágoa reflete negativamente no organismo, permitindo que os órgãos do corpo liberem grande quantidade de hormônios como cortisol ou adrenalina, que produzidos em um nível elevado podem ser prejudiciais. Além disso, o armazenamento de sentimentos ruins contribui com a redução da produção de substâncias benéficas ao organismo e que trazem sensação de bem-estar, como a serotonina. “Esse desequilíbrio na produção hormonal pode interferir no funcionamento cardiovascular, prejudicando a saúde das pessoas”, explica a especialista.

Então, como lidar com os processos de dor sem prejudicar o coração? A especialista dá a dica: “por mais difícil que um térmico seja, o ideal é evitar cultivar emoções negativas a respeito do que passou. Quando conseguimos deixar nossa mente quieta, podemos manter o coração tranquilo”, ensina a cardiologista. ”

Mas não é só de saudades que padece o coração!

As funções do coração podem ser afetadas por maus hábitos ou falta de bons hábitos como: Tabagismo; Inatividade Física ou Sedentarismo, a falta da prevenção e cuidados podem levar ao Colesterol Alterado; Hipertensão Arterial; Sobrepeso ou Obesidade; Circunferência Abdominal Elevada; Diabetes Mellitus; Alimentação Inadequada com a ingestão excessiva de alimentos gordurosos e industrializados.

Se não podemos evitar a perdas, vamos cuidar para fortalecer nosso coração para enfrentá-las com menos impacto na saúde?

Para isso a primeira medida é diminuir os riscos de doenças cardiovasculares introduzindo bons hábitos e cuidados:

  • Prefira uma alimentação mais saudável, não fique aí parado! Movimente-se!

 

  • Livre-se do cigarro, tenha cuidado com o ganho excessivo de peso, limite a ingestão de álcool.

 

  • Conheça-se! Saiba quais são os seus números:(pressão, glicemia, colesterol e IMC).

 

  • Mantenha acompanhamento da sua saúde anualmente, sempre consultando um profissional, sobretudo, sorria, divirta-se, pratique exercícios, se ame muito.

 

Você deve estar indagando: Pensa que é fácil?

Sabemos que não é fácil! Mas é necessário!

Se precisar de ajuda, conte conosco, acesse nosso site e interaja, envie perguntas, acompanhe nossas notícias! É mais do que dizer! Queremos ajudá-lo a viver mais e melhor!

 

Fonte: http://www.brasil.gov.br/saude/2016/09/cerca-de-17-5-milhoes-pessoas-morrem-de-doencas-cardiovasculares-todos-os-anos

A boca é o bicho!

É pela boca, que é a maior cavidade do corpo humano, que temos contato com o meio ambiente, é a entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde, deve-se ficar alerta aos riscos que estamos expomos e procurar saber como se prevenir.

Erroneamente, a boca e o cérebro são tratados como partes independentes das demais partes do nosso corpo, você já percebeu isso?

É como se os males que afetam o nosso corpo não afetam aos dois e vice-versa. Até nos cuidados com a saúde, temos uma separação nas especialidades odontologia e psiquiatria/psicologia são áreas distintas e raramente trabalham juntas aos profissionais médicos e enfermeiros.

Grande equivoco a nosso ver, que deve ser reparado à medida que evoluímos no cuidado do ser humano como um todo.

É através da boca que nos comunicamos, alimentamos, hidratamos, relacionamos e quando necessário, fazemos uso de algumas medicações, ela está aberta a entrada e troca de micro-organismos e bactérias.

Os males mais comuns dos problemas ocasionados através da boca, são:

Mal hálito frequente; Xerostomia ou boca seca; Gengivite ou Doença Periodontal; Lesões na boca; Cáries; Dor; Déficit na Mastigação; Perda Dentária; Endocardite doença que pode trazer sérios prejuízos a sua saúde causada pela migração de bactérias existentes nas cáries dentais que migram via corrente sanguínea e se alojam na musculatura do coração causando infeção e podendo levar a óbito!

Outra doença difícil ser tratada quando há alguma infeção de origem bucal é o Diabetes Mellitus.

Cuidados para evitar os impactos negativos, além de consultar periodicamente um profissional, devemos manter a escovação dos dentes de forma correta, escovando não somente os dentes, mas também língua e céu da boca diariamente após cada refeição são boas práticas para manutenção da saúde, assim como evitar o uso excessivo de álcool, fumo e a má alimentação.

Utilizar o fio dental diariamente, este ato impede o acúmulo de resíduos de comida e doces, e assim o surgimento de bactérias e mal hálito.

Manter uma alimentação saudável rica em nutrientes e ingestão de líquidos para manter os dentes fortes e saudáveis, evitar ao máximo o consumo excessivo de produtos açucarados, que em excesso provocam as cáries.

Para a detecção e prevenção de doenças que possam comprometer não só a saúde bucal como outras partes.

Quanto mais cedo os bons hábitos são adquiridos, melhor serão as condições bucais ao longo da vida.

Cuide do seu corpo. Cuide de sua boca!

Glúten

 

Fala-se muito sobre conter ou não glúten nos alimentos, ingerir ou não ingerir glúten? Mas o que é glúten? O que ele causa de mal na vida das pessoas?

Glúten é um conjunto de duas proteínas (gliadina e glutenina) encontradas na farinha de trigo, na cevada, na aveia, no centeio, e servem para dar “liga” aos seus derivados, por exemplo: massas, pizzas, bolos, pães biscoitos, cervejas, uísque, vodka e alguns doces.

Infelizmente algumas pessoas são intolerantes a essas proteínas e acabam desenvolvendo a Doença Celíaca.

A Doença Celíaca pode ser diagnosticada por meio de exames de sangue solicitado pelo médico. Normalmente se manifesta em crianças após um ano de idade, quando começam a ingerir alguns alimentos que contenham glúten ou seus derivados. Ou pode se manifestar na fase adulta, em homens ou mulheres.

O diagnóstico nem sempre é imediato, pois os sintomas podem ser associados ou confundidos aos sintomas de outras doenças.

Conheçam alguns sintomas da Doença Celíaca!

Diarréia com perda de gordura nas fezes; Perda de peso; Inchaço nas pernas; Anemias; Alterações na pele, Unhas fracas; Quedas de pelos; Diminuição da fertilidade; Alterações no ciclo menstrual; Sinais de desnutrição.

Mas por que isso acontece?

Tudo isso ocorre porque a intolerância ao glúten causa irritação/atrofia na mucosa intestinal e os nutrientes, sais minerais e água dos alimentos não são absorvidos adequadamente.

A única forma de tratamento é retirar o glúten do consumo diário das pessoas que são intolerantes ao glúten, após o diagnóstico médico.

O que é importante saber!

Em 2003 foi instituída a lei federal n° 10.674, 16/05/2003, onde diz que é obrigatório que todos os alimentos industrializados informem em seus rótulos a presença ou não de glúten para resguardar o direito à saúde dos portadores de Doença Celíaca.

Dica!

Farinhas que não contém glúten:

Amido de milho, farinha de arroz branco ou integral, farinha de amaranto, farinha de quinoa, farinha de amêndoas, farinha de araruta, farinha de banana verde, farinha de grão de bico, farinha de milho amarela ou branca, polvilho azedo, polvilho doce ou fécula de mandioca, farinha de tapioca, farinha de coco,

OBS: a farinha de arroz branco é que mais bem substitui a farinha de trigo nas receitas caseiras!

 

Evite fazer restrições alimentares sem a indicação de um profissional de saúde!

Fonte: www.bvsms.saude.gov.br

Dia 14 de Junho! Dia Mundial do Doador de Sangue

O objetivo da data é homenagear quem já doa sangue e incentivar de forma consciente que ainda não doou.

Vale lembrar que a data foi criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2014, escolhida em homenagem ao dia de nascimento de Karl Landsteiner (14/06/1968), imunologista austríaco que descobriu o fator RH e várias diferenças entre os diversos tipos sanguíneos.

O sangue é um composto de células que tem a função de levar oxigênio a cada parte do nosso corpo (as hemácias), defender nosso organismo contra infecções (os leucócitos) e participar na coagulação (as plaquetas). Não existe nada que o substitua!

Por estes motivos ele é muito importante!

Pessoas recebem sangue em casos de anemia grave, acidentes e cirurgias de grande porte! Imagine você! Poder ajudar na recuperação da vida dessas pessoas!

Quando você doa sangue você pode ajudar a salvar a vida de até quatro pessoas!

 

Recomendações para o dia da Doação

 

– Não estar em jejum;

– Faça repouso mínimo de seis horas na noite a anterior

– Não tome bebida alcóolica nas doze horas anteriores;

– Evite alimentos gordurosos nas três horas antes da doação;

– As pessoas que exercem profissões como: pilotar avião ou helicóptero, condutores de ônibus ou caminhões, sobem em andaimes e praticam pára-quedismo ou mergulho, devem interromper estas atividades por doze horas antes da doação.

 

Restrições para doar:

 

  • Pessoa que teve diagnóstico de hepatite após 10 anos de idade;
  • Pessoas com menos cinquenta quilos;
  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando (se parto a menos de doze meses)
  • Pessoas portadoras de AIDS, Hepatite, Sífilis, e Doença de Chagas
  • Usuários de drogas;
  • Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido, sem uso de preservativo;
  • Resfriado: aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas;
  • Ingestão de bebida alcóolica nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Tatuagem/ maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;
  • Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Que esteve nesses estados deve aguardar 12 meses.
  • Qualquer procedimento endoscópico: aguardar 6 meses.
  • Extração dentária ou tratamento de canal: aguardar 7 dias;
  • Cirurgia odontológica com anestesia geral: aguardar 4 semanas
  • Acupuntura: se realizada com material descartável: 24 horas. Se realizado com laser ou sementes: apto. Se realizado com material sem condições de avaliação: 12 meses;
  • Vacina contra gripe: 24 horas;
  • Herpes labial ou genital: até o desaparecimento total da lesão
  • Herpes Zoster: apto após 6 meses da cura (Varicella Zoster)
  • Febre Amarela: quem tomou vacina deve aguardar 4 semanas. Quem contraiu a doença aguardar 6 meses após recuperação total. Quem esteve em região de surto da doença aguardar 30 dias após o retorno.

 

Quem pode doar:

Quem está em boas condições de saúde;

Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos

Pesar no mínimo 50 quilos;

Estar descansado (ter dormido 6 horas na noite anterior);

Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa 4 horas antes da doação);

Apresentar documento original com foto íntegro e legível (carteira de identidade, cartão de profissional liberal, carteira de trabalho, previdência social)

Vamos exercer juntos este ato de solidariedade!!!

Onde você pode doar:

Fundação Pró-Sangue:

Informações pelo telefone: 0800 55 0300

http://www.prosangue.sp.gov.br/artigos/institucional

 

Posto Clínicas

Av: Dr. Enéas de Carvalho de Aguiar, 155 – 1º andar – Cerqueira Cézar – São Paulo

 

Posto Dante Pazzanese

Av: Dr. Dante Pazzanese, 500 – Ibirapuera – São Paulo

 

Posto Regional Osasco

R: Ari Barros, 335 – Presidente Altino – Osasco – SP

 

Posto Barueri

R: Ângela Mirella, 354 – Jd. Barueri – Barueri – SP

 

Posto Mandaqui

R: Voluntários da Pátria, 4227- Mandaqui – São Paulo

 

Fonte: saude.gov.br

31 de março – Dia Nacional da Nutrição

Data muito importante para refletir sobre as escolhas alimentares que fazemos. Afinal, estas escolhas estão diretamente ligadas à nossa qualidade de vida.

A prática da boa alimentação e nutrição começa desde o nascimento, com o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida, passando por este fato, em cada fase da vida (criança, adolescente, adulto e idoso), o ser humano possui diferentes necessidades nutricionais.

Reduzir o consumo de alimentos industrializados e aumentar o consumo de frutas, legumes, verduras e grãos para algumas pessoas não é tão fácil, mas pequenas mudanças na alimentação terão grande valor na prevenção de doenças crônicas como Obesidade, Diabetes, Hipertensão e Dislipidemia.

Para isso, desde 2006, o Ministério da Saúde desenvolveu o Guia Alimentar para a População Brasileira, este guia divide os alimentos em quatro grupos:

1

Alimentos In Natura: São obtidos diretamente de plantas ou de animais

Alimentos minimamente processados: São alimentos in natura, que foram submetidos a alterações mínimas.

Utilize os alimentos acima, como base para uma alimentação nutricionalmente balanceada, saborosa, apropriada e produtora de um sistema alimentar sustentável.

ALIMENTOS PROCESSADOS
PROCESSADOSSão alimentos fabricados essencialmente com a adição de sal de açúcar ao alimento in natura ou minimamente processado. Procure consumir em pequenas quantidades ou como parte de refeições baseadas em alimentos in natura ou minimamente processados.

ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS
ULTRAPROCESSADOSProdutos cuja produção envolve diversas etapas e técnicas de processamento e conservação. Se for consumir, que o faça de forma esporádica, pois estes contém formulações no qual o nosso organismo não está preparado para metabolizar, trazendo prejuízos à saúde.

A ingestão de alimentos saudáveis é essencial para uma boa saúde!

Fonte: portalarquivos.saude.gov.br

DIA NACIONAL DA MAMOGRAFIA

5 de fevereiro é o Dia Nacional da Mamografia. Instituído desde 2012 e objetiva sensibilizar as mulheres sobre a importância de realizar o exame para a detecção precoce do câncer de mama, uma das principais causas de morte entre mulheres no Brasil.

Além da mamografia outras medidas e exames são importantes como por exemplo a autopalpação das mamas e a ultrassonografia das mamas, para que o diagnóstico possa ser feito de forma precoce, assim como o acompanhamento de saúde periódico.

Lembre-se! A sua saúde e de quem você ama está em primeiro lugar!

Dia Mundial do Câncer

Criado em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), o Dia Mundial do Câncer é celebrado em 4 de fevereiro e tem como objetivo aumentar a conscientização sobre a doença, que mata 8,3 milhões de pessoas por ano no mundo.

O tema escolhido pelo INCA para a campanha de 2017 é o Câncer Infantojuvenil, principal causa de morte por doença em crianças e adolescentes no Brasil. A campanha alerta a população sobre os sinais e sintomas e a importância do diagnóstico precoce. Cerca de 80% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados.

A campanha segue o conceito “Nós podemos. Eu posso”, escolhido pela UICC para o período de 2016-2018, que pretende mostrar como todos – em grupo ou individualmente – podem fazer a sua parte para reduzir o impacto do câncer no mundo.

No Brasil, o câncer é a principal causa de morte por doença em crianças e adolescentes.

O INCA estima a ocorrência de 12.600 novos casos de câncer na faixa etária de zero a 19 anos em 2017. O câncer infantojuvenil engloba, na verdade, vários tipos de câncer. As leucemias representam o maior percentual de incidência (26%) nessa faixa etária, seguida dos linfomas (14%) e tumores do sistema nervoso central (SNC) (13%).

As diferenças entre os cânceres infantis e de adultos consistem principalmente no tipo do tumor, comportamento clínico (evolução) e localizações primárias. Nas crianças e nos adolescentes, a neoplasia geralmente afeta as células do sistema sanguíneo, o sistema nervoso e os tecidos de sustentação. Nos adultos, as células epiteliais, que recobrem os órgãos, são as mais atingidas. Enquanto o câncer no adulto apresenta mutações, geralmente em decorrência de fatores ambientais, no câncer pediátrico ainda não há estudos conclusivos sobre a influência desse aspecto.

ATENÇÃO PARA OS SEGUINTES SINAIS E SINTOMAS:

  • Palidez, hematomas ou sangramento, dor óssea
  • Caroços ou inchaços – especialmente se indolores e sem febre ou outros sinais de infecção
  • Perda de peso inexplicada ou febre, tosse persistente ou falta de ar sudorese noturna
  • Alterações oculares – pupila branca, estrabismo de início recente, perda visual, hematomas ou inchaço ao redor dos olhos
  • Inchaço abdominal
  • Dores de cabeça, especialmente se incomum, persistente ou grave, vômitos (em especial pela manhã ou com piora dos dias)
  • Dor em membro ou dor óssea, inchaço sem trauma ou sinais de infecção
  • Fadiga, letargia, ou mudanças no comportamento, como isolamento
  • Tontura, perda de equilíbrio ou coordenação

 

O adulto tem total responsabilidade pela saúde da criança e do adolescente

SE ESTES SINTOMAS ESTIVEREM PRESENTES PROCURE UMA AVALIAÇÃO MÉDICA!

Fonte: inca.gov.br