Dia 14 de Junho! Dia Mundial do Doador de Sangue

O objetivo da data é homenagear quem já doa sangue e incentivar de forma consciente que ainda não doou.

Vale lembrar que a data foi criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2014, escolhida em homenagem ao dia de nascimento de Karl Landsteiner (14/06/1968), imunologista austríaco que descobriu o fator RH e várias diferenças entre os diversos tipos sanguíneos.

O sangue é um composto de células que tem a função de levar oxigênio a cada parte do nosso corpo (as hemácias), defender nosso organismo contra infecções (os leucócitos) e participar na coagulação (as plaquetas). Não existe nada que o substitua!

Por estes motivos ele é muito importante!

Pessoas recebem sangue em casos de anemia grave, acidentes e cirurgias de grande porte! Imagine você! Poder ajudar na recuperação da vida dessas pessoas!

Quando você doa sangue você pode ajudar a salvar a vida de até quatro pessoas!

 

Recomendações para o dia da Doação

 

– Não estar em jejum;

– Faça repouso mínimo de seis horas na noite a anterior

– Não tome bebida alcóolica nas doze horas anteriores;

– Evite alimentos gordurosos nas três horas antes da doação;

– As pessoas que exercem profissões como: pilotar avião ou helicóptero, condutores de ônibus ou caminhões, sobem em andaimes e praticam pára-quedismo ou mergulho, devem interromper estas atividades por doze horas antes da doação.

 

Restrições para doar:

 

  • Pessoa que teve diagnóstico de hepatite após 10 anos de idade;
  • Pessoas com menos cinquenta quilos;
  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando (se parto a menos de doze meses)
  • Pessoas portadoras de AIDS, Hepatite, Sífilis, e Doença de Chagas
  • Usuários de drogas;
  • Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido, sem uso de preservativo;
  • Resfriado: aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas;
  • Ingestão de bebida alcóolica nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Tatuagem/ maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;
  • Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Que esteve nesses estados deve aguardar 12 meses.
  • Qualquer procedimento endoscópico: aguardar 6 meses.
  • Extração dentária ou tratamento de canal: aguardar 7 dias;
  • Cirurgia odontológica com anestesia geral: aguardar 4 semanas
  • Acupuntura: se realizada com material descartável: 24 horas. Se realizado com laser ou sementes: apto. Se realizado com material sem condições de avaliação: 12 meses;
  • Vacina contra gripe: 24 horas;
  • Herpes labial ou genital: até o desaparecimento total da lesão
  • Herpes Zoster: apto após 6 meses da cura (Varicella Zoster)
  • Febre Amarela: quem tomou vacina deve aguardar 4 semanas. Quem contraiu a doença aguardar 6 meses após recuperação total. Quem esteve em região de surto da doença aguardar 30 dias após o retorno.

 

Quem pode doar:

Quem está em boas condições de saúde;

Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos

Pesar no mínimo 50 quilos;

Estar descansado (ter dormido 6 horas na noite anterior);

Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa 4 horas antes da doação);

Apresentar documento original com foto íntegro e legível (carteira de identidade, cartão de profissional liberal, carteira de trabalho, previdência social)

Vamos exercer juntos este ato de solidariedade!!!

Onde você pode doar:

Fundação Pró-Sangue:

Informações pelo telefone: 0800 55 0300

http://www.prosangue.sp.gov.br/artigos/institucional

 

Posto Clínicas

Av: Dr. Enéas de Carvalho de Aguiar, 155 – 1º andar – Cerqueira Cézar – São Paulo

 

Posto Dante Pazzanese

Av: Dr. Dante Pazzanese, 500 – Ibirapuera – São Paulo

 

Posto Regional Osasco

R: Ari Barros, 335 – Presidente Altino – Osasco – SP

 

Posto Barueri

R: Ângela Mirella, 354 – Jd. Barueri – Barueri – SP

 

Posto Mandaqui

R: Voluntários da Pátria, 4227- Mandaqui – São Paulo

 

Fonte: saude.gov.br

Doação de Sangue

Para entendermos o que é doação de sangue, precisamos saber o que é o sangue. O sangue é um tecido vivo que circula pelo nosso corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os nossos órgãos. Ele é composto de por células sanguíneas, comumente conhecidas como glóbulos vermelhos (hemácias), glóbulos brancos (leucócitos ou células de defesa) e plaquetas (responsáveis pela nossa coagulação sanguínea).

Todos esses componentes são coletados durante a doação de sangue, que é um processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue para uso subsequente. Em cada doação, são coletados aproximadamente 450 ml.

É importante saber que existem critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

Requisitos

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas últimas 4 horas que antecedem a doação);
  • Pesar no mínimo 50 Kg;
  • Documento original oficial (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos levar documento original oficial com foto atualizada e com filiação – RG ou carteira de trabalho; cópia do documento de identidade dos pais ou responsável legal – RG ou carteira de trabalho);

Impedimentos temporários

  • Febre;
  • Gripe ou resfriado (aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas);
  • Gravidez;
  • Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 2 meses);
  • 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana;
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Tatuagem/maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;
  • Vacina contra gripe: aguardar 48 horas
  • Pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses);
  • Qualquer exame endoscópico (endoscopia, colonoscopia), se com biópsia, é necessário a avaliação do resultado por 6 meses a 1 ano);
  • Hepatite medicamentosa: após a cura aguardar 6 meses;
  • Uso de Atenolol ou outro medicamento betabloqueador: suspender o uso, sob orientação médica, por 48 horas.

Impedimentos definitivos

  • Hepatite após os 11 anos de idade;
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis;
  • Malária.

Intervalos para doação

  • Homens: 60 dias (até 4 doações por ano);
  • Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano).

Cuidados pós-doação

  • Após a doação, permaneça sentado, pelo menos por 15 minutos;
  • Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas;
  • Aumentar a ingestão de líquidos nas primeiras 24 horas após a doação;
  • Não fumar por cerca de 2 horas;
  • Evitar bebidas alcóolicas por 12 horas;
  • Manter o curativo no local da punção por pelo menos de quatro horas;
  • Não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho.

Dia Nacional da Mamografia

05 de fevereiro é o Dia Nacional da Mamografia. Instituído há 2 anos, a partir do Projeto de Lei da Senadora Maria do Rosário (PT-RS), a data objetiva sensibilizar mulheres sobre a importância de realizar o exame para a detecção precoce do câncer de mama, uma das principais causas de morte entre mulheres no Brasil.

Segundo o Instituto Oncoguia, hoje existem 3315 mamógrafos no país, e o relatório do Tribunal de Contas da União divulgou que o número é adequado em relação ao que preconizam organismos internacionais (se a distribuição fosse homogênea, o número adequado seria 1 mamógrafo para cada 240.000 habitantes). Acontece que, da população brasileira, 80% utilizam o SUS, e destes 3315 mamógrafos, apenas 1650 estão disponíveis no sistema público, sendo que 412 pertencem exclusivamente às UPSs (Unidades Públicas de Saúde). Além disso, sabe-se que a distribuição dos mamógrafos não é homogênea para servir adequadamente às necessidades da população.

Para o diretor médico do Instituto Oncoguia, o oncologista clínico Dr. Rafael Kaliks, além da questão do número de aparelhos, a simples disponibilidade de mamógrafos no país não garante o impacto do exame na redução da mortalidade por câncer de mama. “Deve-se garantir, por exemplo, a qualidade do exame realizado. Um rastreamento mal feito dá a falsa sensação de segurança à paciente e ao sistema de saúde como um todo”, comenta. Também, para que a execução da mamografia de rastreamento traga benefício a uma mulher, um resultado anormal no exame deve ser seguida de investigação imediata (com exames adicionais) e tratamento apropriado em tempo hábil, entre 30 e 40 dias diante de um eventual diagnóstico de câncer.

Outra questão para reflexão nesse Dia Nacional da Mamografia, recorre sobre a “aderência” ao exame. De acordo com o INCA, 70% das brasileiras entre 50 e 69 anos têm acesso à mamografia – incluindo rede pública e privada. No entanto, dados da Pesquisa Avon/IPSOS – Percepções sobre o Câncer de Mama – revelam que apenas 20% das mulheres brasileiras fazem a mamografia ao menos a cada dois anos. “O importante é garantir que ao menos 70% da população elegível faça o exame, caso contrário não se observará redução da mortalidade por câncer de mama graças a esta estratégia de rastreamento”, afirma Rafael Kaliks.

Existem também outras barreiras à aderência das brasileiras ao exame de mamografia como por exemplo: dor durante o exame, o medo da possibilidade da descoberta de um câncer (ainda há quem pense que é melhor não fazer para não saber), o medo de resultados errados, o medo do estigma social do câncer e até mulheres que possuem silicone e que não querem fazer o exame por medo de perder a prótese.

Alerta!

Pacientes com familiares próximos que tiveram câncer de mama e/ou ovário em idade precoce (antes dos 50 anos), devem ficar alertas e discutir a questão com seus respectivos médicos. Para estas pessoas com história familiar, o rastreamento DEVE ser iniciado mais precocemente, sob orientação idealmente de um mastologista ou ginecologista com experiência em câncer de mama.

Fonte: Instituto Oncoguia

Dia Mundial Contra o Câncer

O dia Mundial Contra o Câncer é ocorre em 4 de fevereiro. A data foi criada pela União Internacional Contra o Câncer (UICC) com a intenção de chamar a atenção globalmente para a doença e desmitificar conceitos.

Para combate e detecção precoce do câncer são possíveis muitas ações, que estão em nosso alcance!

A redução dos fatores de riscos sociais e ambientais para o câncer e a disseminação de informações sobre o assunto para a comunidade, é um ótimo começo!

Pois um terço dos cânceres mais comuns podem ser evitados por meio de comportamentos saudáveis, como: não fumar, reduzir o consumo de álcool, adotar alimentação saudável rica em frutas, legumes, verduras e grãos, sair do sedentarismo e a prática de atividade física regular.

Você sabia que:

– Mais de 12 milhões de pessoas no mundo são diagnosticadas todo ano com algum tipo de câncer! E cerca de 8 milhões morrem!

– O tabagismo responde sozinho por, pelo menos 22% de todas as mortes por câncer!

– O álcool está fortemente associado ao risco aumentado de câncer de boca, faringe, laringe, esôfago, intestino, fígado e mama!

– A obesidade já afeta entre 20 a 40% dos adolescentes em todo o mundo. O excesso de peso e a obesidade estão fortemente ligados ao aumento do risco de câncer do intestino, mama, útero, pâncreas, esôfago, rins e vesícula biliar na idade adulta.

– A proteção contra a radiação ultravioleta (UV) também é fundamental para a prevenção do câncer de pele!

Além de adotar práticas saudáveis, a detecção precoce é muito importante! Por isso fique sempre atento! Pois nem todos os tipos de câncer apresentam sinais e sintomas no início, dificultando o diagnóstico precoce! Mas, para muitos, incluindo os de mama, do colo de útero, colorretal, da pele, oral, e alguns tipos de câncer na infância, os benefícios de abordagens sistemáticas para a detecção precoce são conclusivos, reduzindo significativamente a mortalidade e as possíveis sequelas da doença.

Ao perceber algo diferente com o seu corpo, procure um médico ou outro profissional da área da saúde! Converse! Sempre existirá um caminho para que você possa evitar agravos maiores para a sua saúde!

Fonte: INCA

25 de novembro | Dia nacional do doador voluntário de sangue

A data foi instituída no Brasil em 30 de junho de 1964, pelo decreto 53.988 promulgado pelo Presidente Castello Branco.

 

Você sabia?

Que em uma única doação de sangue entre 400ml e 450ml, é possível obter até quatro componentes diferentes que são utilizados em quatro situações clínicas muito importantes?

Concentrado de hemácias, ou concentrado de glóbulos vermelhos. Utilizado em pessoas com anemia, que sofreram acidentes ou passaram por cirurgias.

Concentrado de plaquetas. Fundamental no tratamento de câncer, nas quimioterapias e transplantes, principalmente nos transplantes de medula óssea.

Plasma. Utilizado em problemas de coagulação.

Crioprecipitado. Menos frequente, mas pode ser utilizado em tratamento para pessoas com hemofilia e com alteração grave de coagulação.

 

O que é preciso para doar?

  • Estar em boas condições de saúde. Portanto, é muito importante ser honesto na hora do preenchimento do formulário antes de iniciar a doação.
  • Ter entre 16 e 69 anos
  • Pesar no mínimo 50 kg
  • Estar descansado (ter dormido no mínimo 6 horas nas 24 horas anteriores.
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação.
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial.

 

Conheça alguns postos onde você pode fazer doação com segurança e em dias alternativos!

 

Posto Clínicas

Av: Dr. Enéias Carvalho de Aguiar, 155 – 1º andar – Cerqueira César – SP.

De segunda a sexta-feira, das 7:00h ás 19:00h

Sábados e Feriados, das 8:00h ás 18:00h

Domingos, no 1º e 3º de cada mês, das 8:00h ás 18:00h

Posto Dante Pazzanese

Av: Dr. Dante Pazzanese, 500 – Ibirapuera – SP.

De segunda a sexta-feira, das 8:00h ás 17:00h

Sábados, das 8:00h ás 16:00h

Domingos e feriados: Fechado

 

Posto Regional de Osasco

Rua: Oswaldo Collino s/nº – Presidente Altino – Osasco – SP.

De segunda a sexta-feira, das 8:00 ás 16:30h

Sábado, das 8:00h ás 16:00h

Domingos e Feriados: Fechado

 

“Doar sangue é um ato de carinho e amor pelo próximo!”

NOVEMBRO AZUL

O movimento Novembro Azul, visa orientar a população masculina sobre a importância dos exames para diagnóstico precoce do câncer de próstata. A campanha é realizada no mês de novembro devido ao Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, celebrado no dia 17 de novembro. Em todo o Brasil, inúmeras ações serão realizadas em prol da conscientização da doença.

 

O Câncer

A doença ocorre quando as células da próstata, glândula localizada próxima à bexiga, começam a se multiplicar dessa forma desordenada. Na fase inicial, o paciente não apresenta sintomas, o que torna imprescindível que os homens façam os exames específicos indicados pelo médico.

 

Mas por que se prevenir?

 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Hoje, ele é o sexto mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, o que representa cerca de 10% do total de cânceres. Apenas esse ano, o INCA estima-se que 60.180 novos casos sejam diagnosticados.

 

Como se prevenir?

 

O diagnóstico precoce é hoje a arma mais importante. Porém, existe certa resistência por parte de alguns pacientes em fazer por exemplo, o exame de toque retal. E essa resistência é que precisa ser “quebrada”, pois quando descoberto nos estágios iniciais, as chances de cura do câncer de próstata são muito mais altas. No Brasil, a doença é responsável por 6% do total de óbitos de homens e em 2010, fez 12.778 vítimas.

 

Quando se prevenir?

Comece agora!!! Não deixe para depois! Mantenha-se dentro do peso ideal criando novos e bons hábitos alimentares, saia do sedentarismo e realize atividade física! Homens com mais de 50 anos, agende uma consulta médica e inicie um acompanhamento. Em caso de homens que tenham etnia negra e/ou histórico familiar de câncer de próstata deve iniciar acompanhamento médico aos 40 anos de idade.

A importância dos exames

 

Fazer os exames solicitados pelo médico no check up de rotina é uma das formas de prevenção da doença. A Sociedade Americana de Urologia recomenda que o exame de sangue para a dosagem do antígeno prostático específico (PSA) seja realizado anualmente por homens a partir dos 45 anos. Além dele, também é importante o exame clinico da próstata.

 

 

Dúvidas Comuns:

 

– Quais os sintomas que podem indicar possíveis alterações na próstata?

O câncer de próstata não costuma causar sintomas na fase inicial. Portanto, torna-se importante a consulta rotineira ao urologista, com o objetivo de fazer o diagnóstico precoce da doença, por meio do PSA e do toque retal.

 

 

– Pacientes com histórico familiar de câncer de próstata tem maior risco?

Quando existem na família parentes em primeiro grau com câncer de próstata, a chance de apresentar a doença é de duas a cinco vezes, dependendo da idade em que foi diagnosticado no parente e no número de membros que apresentaram o câncer.

 

 

– O exame de sangue pode substituir o exame da próstata?

O PSA é sim a melhor ferramenta para o diagnóstico do câncer de próstata, mas não substitui o exame de toque. A maioria dos casos de câncer de próstata é diagnosticada por meio do PSA. Em muitos casos, porém, o resultado do exame de sangue não mostra muita elevação, e a percepção de um nódulo identificado pelo toque retal pode orientar a realização de uma biópsia da próstata.

 

– O câncer de próstata causa impotência?

O que pode causar impotência em alguns casos é o tratamento cirúrgico. Mas na maioria dos casos é revertida com o uso de medicações específicas ou o uso de prótese peniana.

 

 

 

Não adote este ato apenas durante um mês! Preserve-se e ame-se sempre! Afinal, ninguém melhor que você para cuidar da sua saúde!!!

Outubro Rosa: Parque do Ibirapuera recebe roda gigante iluminada

Quem for ao Parque do Ibirapuera desde a última sexta-feira (2), em São Paulo, vai poder brincar em uma roda gigante iluminada de rosa, em referência à campanha Outubro Rosa, de conscientização da importância dos exames de prevenção e combate ao câncer de mama. A roda gigante ficará até o dia 12.

O espaço contará ainda com uma tenda que terá vídeos explicativos sobre o câncer de mama e um médico para tirar dúvidas. No dia 12 haverá ainda uma caminhada gratuita de 3 km em torno do parque.

Fonte: G1.com

Você já ouviu falar em comensalidade?

Não?

A comensalidade acompanha a sociedade há anos. Derivado do latim – “mensa” –, o termo significa conviver à mesa, que envolve não somente o padrão alimentar e o que se come, mas principalmente o modo como se come.

Existem três orientações sobre o ato de comer e a comensalidade

Comer com regularidade e com atenção

Procure fazer suas refeições diárias em horários semelhantes. Evite “beliscar” nos intervalos entre as refeições, prefira fazer um lanche rico em fibras, vitaminas e nutrientes e líquidos para que você não fique com fome. Coma sempre devagar e desfrute o que está comendo, sem se envolver em outra atividade.

Refeições feitas em horários semelhantes todos os dias e consumidas com atenção e sem pressa favorecem a digestão dos alimentos e também evitam que se coma mais do que o necessário. Os mecanismos biológicos que regulam o nosso apetite são complexos, comer de forma regular, devagar e com atenção é uma boa maneira de controlar os excessos.

Comer em ambientes apropriados

Procure comer sempre em locais limpos, confortáveis e tranquilos e onde não haja estímulos para o consumo de quantidades ilimitada de alimentos. Se no trabalho não for possível levar a sua comida, procure um lugar calmo e que sirva alimentação com base “caseira”.

Telefones celulares sobre a mesa e aparelhos de televisão ligados devem ser evitados. Também é importante evitar comer na mesa de trabalho, comer em pé ou andando ou comer dentro de carros ou de transportes públicos, embora infelizmente, essas práticas possam ser comuns nos dias de hoje. Estas práticas levam as pessoas a comer mais que o necessário e na maioria das vezes alimentos com baixo nível de nutrientes.

Comer em companhia

Sempre que possível, prefira comer em companhia, com familiares, amigos ou colegas de trabalho ou escola. Procure compartilhar também as atividades domésticas que antecedem ou sucedem o consumo das refeições. Refeições compartilhadas feitas no ambiente de casa são momentos preciosos para cultivar e fortalecer laços entre pessoas que se gostam. Para os casais é um momento de encontro e conversas, para crianças e adolescentes é momento de criar bons hábitos alimentares. Entre amigos e colegas de trabalho é um momento de troca de experiências, facilita o entrosamento de grupo e contribui para o desempenho de tarefas do trabalho ou da escola, pois as pessoas acabam se conhecendo melhor.

Fonte: Portal da Saúde -2015

Colesterol

O que é?

O colesterol é um tipo de gordura encontrada naturalmente no organismo, sendo uma parte produzida pelo próprio corpo, e outra parte proveniente da alimentação. Existem diferentes tipos de colesterol no sangue, sendo HDL e o LDL, os mais importantes para a avaliação do riscos e doenças do coração.

O colesterol é um composto importante para a formação de estruturas celulares, formação de hormônios e de vitamina D. O problema em relação a ele é que torna prejudicial quando consumido de forma descontrolada e exagerada, pois o LDL, considerado o “mal colesterol” promove o acúmulo de gordura no sangue e que consequentemente se acumula na parede arterial. Já o HDL é considerado como o “bom colesterol” pois uma de suas atividades é a retirada o LDL da corrente sanguínea.

Colesterol Total (HDL + LDL) Categoria
Menor que 200mg/dl Ideal
De 200 a 239mg/dl Limítrofe
Maior ou igual 240mg/dl Alto
Colesterol HDL Categoria
Menor que 39mg/dl Baixo
De 40 a 59mg/dl Desejável
Maior que 60mg/dl Bom
Colesterol LDL Categoria
Menor que 99mg/dl Ideal
De 101 a 129mg/dl Nível próximo do ideal
De 130 a 159mg/dl Limítrofe
Maior ou igual 160mg/dl Alto ou muito alto

Para mantermos estabilizados os níveis de colesterol (tanto o LDL quanto o HDL) é necessário controlar o consumo de alimentos ricos em gorduras saturadas e gorduras trans.

Gorduras Saturadas

São aquelas que normalmente são provenientes de gordura animal por exemplo:

Costela, cupim, picanha, pernil, toucinho, bisteca, bacon, linguiça, salsicha, fígado, coração, rins, frango com pele, gema de ovo;

Mortadela, salame, presunto;

Leite integral, creme de leite, queijos amarelos, requeijão, manteiga, chantilly.

Gorduras Trans

São aquelas encontradas em produtos industrializados, com a finalidade conservar e de manter este tipo de alimento mais crocante, com gosto viciante (ou saboroso). Não traz nenhum benefício a nossa saúde e se consumido em quantidade maior que 2gr (o recomentado pela Organização Mundial da Saúde – OMS), ocorre o acúmulo de gorduras localizadas e na corrente sanguínea, promovendo a aterosclerose (entupimento das artérias) e aumento dos casos de obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes.

Isso porque é uma gordura “fabricada/Industrializada”, e o nosso organismo não consegue transforma-la para absorção. Por este motivo ela fica sempre armazenada em nosso corpo. Não há nenhum alimento que quando ingerido, combata a gordura trans! Portanto, o melhor é ficar longe dos alimentos que contenham gorduras trans, ou consumir de forma moderada! São eles:

Chocolate em barra, bombom, sorvete de massa;

Bolachas salgadas e doces, com ou sem recheio, waffer;

Margarinas, maioneses, molhos, produtos industrializados congelados, bolos e tortas industrializados, massas folhadas, batata frita e outras frituras de fast food,

Pipoca de micro-ondas, salgadinhos de pacote, pão de queijo de pacote

A leitura dos rótulos dos alimentos é muito importante! E fiquem atentos para os nomes que ligam a trans: gordura hidrogenada ou parcialmente hidrogenada, óleo vegetal hidrogenado ou parcialmente hidrogenado, certamente há gordura trans em sua composição.

Controle do Colesterol

O controle ou manutenção do colesterol estão ligados a alimentação rica em fibras, e a adaptação a exercícios físicos que aceleram o metabolismo das gorduras e promove tônus muscular.

Insira em sua alimentação:

Aveia, feijões, ervilhas, frutas cítricas e maças, pois ajudam a reduzir os níveis de LDL no sangue.

Morango e cereja, ajudam a combater os radicais livres, o que melhora o funcionamento do sistema cardiovascular.

Uva vermelha, possui grande quantidade de quercetina – antioxidante que auxilia no aumento do bom colesterol.

Berinjela, tem alto teor de fibras, colabora com a diminuição da gordura que circula pelo sangue. É também rica em flavonoides, antioxidantes que dificultam a formação das placas de gordura nas artérias.

Azeite extra virgem, reduz os níveis de colesterol ruim e aumenta o colesterol bom. Dessa forma, previne doenças cardíacas e aterosclerose. É fonte abundante de gordura monoinsaturada, considerada a mais benéfica para o coração. Desde que seja consumido em temperatura ambiente.

Abacate, assim como o azeite é rico em gordura monoinsaturada que age como antioxidante, bloqueando o colesterol ruim.

Salmão, sardinha e atum, ricos em ômega-3, ácido graxo que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares porque inibe a coagulação sanguínea e a formação de plaquetas, além de controlarem o colesterol e os triglicérides.

Soja, possui isoflavonas, consideradas o fito-hormônio com as mesmas propriedades do estrógeno. A ação das isoflavonas e das proteínas reduz o colesterol ruim, aumenta o bom e inibe a aterosclerose.

Faça acompanhamento médico regularmente, sigas as orientações dos profissionais! Alimente-se bem! E viva com Saúde!

Fonte: www.einstein.br